Red EDUCAR

Curia General de los Agustinos Recoletos

Viale dell'Astronomia, 27

00144 Roma (Italia)

Tel: (+39) 06 592 65 34

Fax: (+39) 06 592 08 87

 

Escríbenos:

 

Síguenos:

 

  • Facebook Classic
  • Twitter Classic
  • YouTube Classic

© 2018 Red EDUCAR

pastoral
ago. 12

Pastoral Escolar: uma construção coletiva

0 comentarios

 

Projeto de Pastoral ESCOLAR

“A escola católica, instância eclesial, humanizadora e profético-missionária no campo da cultura e no mundo da educação, tem como missão evangelizar e ser sinal da presença Deus em todas as dimensões do ser humano em busca de sua dignidade: afetiva, psíquica, cognitiva, física e espiritual”. (Declaração do II Seminário Nacional de Pastoral Escolar, AEC/BR, Rio de Janeiro, 28 a 30 de junho de 2002).

 

INTRODUÇÃO

 

A educação é para a Ordem dos Agostinianos Recoletos uma das colunas de seu apostolado para o mundo. Há mais de 400 anos são promovidas ações educativas, entendendo que elas são instrumentos de evangelização e promoção cultural. No entanto, foi em 1940 quando se decidiu firmemente abrir centros de educação primária e superior. Segundo dados oficiais, a educação é um dos ministérios em que os agostinianos recoletos têm maior presença.

O apostolado educativo tem pleno sentido e vigência no carisma agostiniano recoleto[1], e erige-se hoje numa das melhores e mais necessárias plataformas evangelizadoras, especialmente com relação às jovens gerações[2]. Seguindo essa diretriz da Ordem, inspirados no PEI (Projeto Educacional Institucional) e nas Bases Pedagógicas Agostinianas, começamos a construir um projeto de pastoral educativa específico para nossos Colégios.

Uma escola em pastoral deve ter um olhar atento e zeloso aos desafios e à busca de alternativas para transformar a realidade a sua volta, através de ações evangelizadoras que movimentem o espírito de comunhão, e contribuam diretamente para o bom convívio no cotidiano. Sabemos que os desafios em um Colégio nas dimensões dos nossos são enormes. Mas enormes também são as possibilidades de fazermos um bom trabalho. O Departamento de Pastoral quer ser um pequeno sinal desse compromisso. Sinal da presença de Deus cuidando das pessoas com carinho, atenção e respeito. Sinal da proximidade de Deus na rotina de nossas muitas atividades voltadas à educação integral das crianças, adolescentes e jovens que Ele traz aqui e entrega aos nossos cuidados. Sinal da solidariedade de Deus em todas as situações que experimentamos, em nossas alegrias, em nossas dores e em nossas esperanças. É esse desafio que abraçamos e que desejamos concretizar com a colaboração de todos.

 

Pastoral Escolar

 

Nossos Colégios pedem uma ação pastoral sistemática, levando em conta seu caráter confessional e sua espiritualidade Agostiniana. Mais que fazer pastoral no Colégio, queremos ser um Colégio em pastoral. Isso implica em não conceber o trabalho desenvolvido unicamente centrado em ações pontuais e intervenções temáticas. Implica em trazer a ação pastoral para o cotidiano escolar e torná-la capaz de chegar a toda comunidade educativa. Não é um objetivo simples, mas também não é inatingível. Como a pastoral é uma ação eminentemente comunitária, será fundamental o envolvimento de todos, cada um segundo suas reais possibilidades.

Fazer pastoral é cuidar das pessoas como Jesus, o bom Pastor, cuida de todos. Para isso, precisamos ter claro alguns pressupostos:

 

a) Somos um Colégio educativo: visamos a formação integral da pessoa, desenvolvendo aptidões pessoais e fomentando o espírito crítico; incentivando o diálogo intercultural, o trabalho em equipe e um ensino personalizado e libertador.

 

b) Somos um Colégio católico: promovemos o diálogo fé-cultura, a vivência pessoal e comunitária dos valores evangélicos, da vida sacramental, de uma vida moral coerente com nossos princípios e de um ensino religioso escolar de acordo com as orientações da Igreja católica.

 

c) Somos um Colégio agostiniano: nossos valores fundamentais são a interioridade, a verdade, a liberdade, a amizade, a comunidade e a justiça solidária.

 

Nossa pastoral é, portanto, confessional, sem se fechar às outras expressões religiosas presentes no espaço escolar. Salvaguardando nossa identidade católica e agostiniana, desejamos caminhar com nossos alunos e suas famílias, nossos professores e funcionários, no Colégio, e para além dele. O objetivo essencial da Pastoral Escolar é ser presença.

Como Santo Agostinho, desejamos descobrir a Verdade de Cristo em nosso interior e, a partir dele, reorientar nossa vida. Nossas atividades visam estimular o vigor desse carisma agostiniano em nossa comunidade educativa desenvolvendo ações para sermos um Colégio em Pastoral; cultivarmos o respeito às individualidades e à diversidade e priorizarmos o trabalho articulado e em equipe.

Para tanto, a pastoral se organiza sobre três eixos principais:

 

Religioso: preparação aos sacramentos da iniciação; momentos e espiritualidade com alunos, professores e funcionários.

 

Pedagógico: apoiar os professores de Ensino Religioso, oferecendo subsídios para orações diárias e reflexões sobre temas religiosos e interdisciplinares.

 

Social: buscando criar nos alunos a sensibilidade para as questões sociais por meio de visitas solidárias a Instituições parceiras, voluntariado e mobilizações em momentos de necessidades emergenciais. Neste sentido, o Papa Francisco, referindo-se aos pobres, nos recorda: "O importante não é olhá-los de longe, ou ajudá-los de longe… Não! É ir a seu encontro. Isto é cristão!”.

 

A Pastoral motiva a comunidade educativa a assumir e proclamar os valores do Reino e a ser agente de transformação na perspectiva da justiça e da solidariedade. Procura articular o carisma agostiniano, as diretrizes da Ordem dos Agostinianos Recoletos e as orientações da Igreja local em um Projeto de Pastoral coeso e factível. Pelas suas propostas, torna-se instrumento de aproximação entre a comunidade educativa, outras pastorais eclesiais, as famílias, etc., evidenciando a dimensão evangelizadora da educação em todas as instâncias da comunidade escolar.

 

[1] Cf. CA 307.

 

[2] Cf. LIV Capítulo Geral OAR, Ordenação 17ª.

CSA-Leblon/Pastoral