top of page

Começa a aventura de crescer: a Cidade das Crianças recebe seus novos beneficiários

O início do ano letivo, que segue o ano civil na Costa Rica, permitiu uma recepção muito especial aos jovens recém-ingressados, que já estão em sua nova casa desde segunda-feira, 22 de janeiro.


Mais de 130 colaboradores, incluindo professores, monitores, equipes psicopedagógicas, gestores de abrigo e religiosos agostinianos recoletos, começaram o ano letivo de 2024 dando as boas-vindas aos novos alunos. Esses alunos chegam pela primeira vez à Cidade das Crianças de todo o país.


Acompanhados por suas famílias, o processo inclui a entrega de toda a documentação e informações necessárias para a formalização da matrícula, a atribuição dos espaços de convivência (albergues quase familiares para os alunos do sétimo e oitavo ano e grandes residências autogeridas para os alunos do nono ano em diante) e uma apresentação geral dos protocolos e regras fundamentais de convivência.


A Cidade das Crianças não é um reformatório nem um internato, mas uma instituição de bem-estar social que oferece oportunidades de educação abrangente, tanto escolar quanto técnica e em valores. Recebe muitas solicitações, mas nem todas podem ser atendidas devido às taxas adotadas para garantir a melhor qualidade possível de educação.


Após receberem atenção personalizada, algumas famílias relataram o motivo pelo qual deixaram seu filho mais novo na Cidade das Crianças naquele dia: "Minhas mãos ainda tremem com essa emoção imensa, mas estamos muito felizes porque sabemos que é o melhor para nosso filho, algo bom, algo bonito e algo diferente, e este é o lugar mais adequado para ele. Levamos seis horas para chegar aqui desde Ciudad Neily. Soubemos da Cidade das Crianças através da rede social Facebook, e entre meu filho e eu, tomamos a decisão, com medo porque ele ainda é uma criança, mas foi ele quem disse sim, que queria e que viria. Para mim, é um sacrifício; tenho cinco filhos, e ele é o segundo, um pedaço de mim. Mas que seja a vontade de Deus. Tenho certeza de que é o melhor para ele. Força e coragem para todas as mães, porque realmente é difícil se separar, mas para todas as crianças que vêm aqui hoje, é o melhor."



Alguns depoimentos:


"Estou muito feliz por deixar meu filho aqui. Seu tio foi um ex-aluno e é quem mais nos incentivou a ingressar. Acreditamos que é a melhor instituição para ele. Ele mesmo solicitou, é difícil porque estamos acostumados a vê-lo, mas grandes coisas sempre surgem de decisões difíceis. Daqui saem profissionais e pessoas melhores, é um lugar excelente."
"Para mim, a Cidade das Crianças é uma grande oportunidade, porque meus três filhos já estiveram aqui, e hoje são pessoas boas com empregos, estão preparados. Tudo é graças à Cidade das Crianças, porque eu não poderia tê-los matriculado em um lugar onde recebessem academicamente o que recebem aqui."
"É uma instituição que apoia o desenvolvimento de todas as crianças que desejam ser alguém na vida, ter um propósito."
"Para mim, a Cidade das Crianças é esperança, esperança de um futuro melhor para meu filho."
"É muito especial, convido os pais a trazerem seus filhos para esta cidade, porque é um lugar muito adequado para a educação de cada família e cada criança que precisa."
"Viemos de Liberia; saímos às três da manhã porque sabemos que esta instituição vale a pena, e queremos um futuro melhor para nosso filho, por isso estamos aqui." "Que Deus cuide e proteja a cada um e lhes forneça saúde e prosperidade; não estamos longe e estamos atentos para que tudo corra bem, amém."

O agostiniano recoleto Eduardo Chávez destacou neste primeiro dia dos novos ingressantes: "Estamos empolgados por acompanhar esses jovens para que possam realizar seus próprios sonhos. Damos as boas-vindas a eles; aqui encontrarão um lar em todos os sentidos da palavra, com amor e companhia.


Eles serão verdadeiramente acompanhados do coração, e ajudaremos para que tenham sucesso. É a oportunidade que muitos desejam, e aqueles que ingressam hoje já a têm: esperamos que aproveitem para que esta semente dê frutos. E que possamos acompanhá-los para que o sonho possa se realizar.


Os Agostinianos Recoletos sentem que este é um ministério privilegiado porque podemos acompanhar os jovens e servi-los com os valores agostinianos." Pouco antes deste dia, a Cidade das Crianças renovou o oitavo ano de coordenação com a plataforma educacional Progrentis do grupo Mentora, especializando sua tarefa pedagógica na compreensão da leitura e no raciocínio.


Por outro lado, nestes primeiros dias do curso, os membros da Área de Psicologia receberam um curso sobre boas práticas e metodologia terapêutica ministrado pela promotora Cristina Monge. Para fornecer o melhor suporte, é necessário se preparar todos os dias e crescer tanto pessoal quanto profissionalmente.

0 visualização0 comentário

Comments


bottom of page