top of page

Um Sínodo para levantar e caminhar juntos

Pela primeira vez em seus 28 anos de história, as JARs realizaram um Sínodo com jovens e religiosos para revitalizar o carisma juvenil agostiniano recoleto.

Editorial Agostinianos Recoletos-. Os religiosos e os jovens que participaram do Sínodo JAR compartilham o mesmo sentimento: o Espírito esteve com eles e os iluminou durante os seis dias de encontro. De 21 a 26 de julho, a Juventude Agostiniano Recoleta celebrou, pela primeira vez em sua história, um Sínodo com o desejo de revitalizar um projeto que nasceu há 28 anos e que, após este encontro, caminha com mais força.


A Residência Universitária Agustiniana de Salamanca acolheu os sinodais que trabalharam durante seis dias, em comum e em grupos, de manhã e à tarde, com plena liberdade para expressar suas preocupações, seus desejos e, sobretudo, suas propostas. O Prior Geral, Frei Miguel Ángel Hernández, como Presidente do Sínodo, e o Bispo agostiniano recoleto, Dom Carlos María Domínguez, ajudaram neste trabalho.


Os mais de 35 jovens e religiosos de mais de dez nacionalidades diferentes trabalharam sob um verdadeiro espírito sinodal que lhes permitiu ouvir a respeito das intervenções, discernir claramente o que Deus quer do JAR e falar, encorajados pelo Espírito , buscando o que há de melhor para os jovens Todo o trabalho foi realizado em clima de diálogo espiritual, uma das chaves do espírito sinodal.


Durante o Sínodo esteve presente a figura do cego Bartimeu. As palavras que os discípulos de Jesus lhe disseram – “Anime-se, levante-se! Ele te chama” – foi o lema do encontro e o guia para os sinodistas. Durante o retiro do primeiro dia, Dom Domínguez procurou iluminar os jovens refletindo sobre o trecho evangélico e encorajando-os a serem "outros bartimeus" que gritam a Jesus, confiam nele e o seguem pelo caminho.


O Sínodo trabalhou em quatro blocos temáticos: XXX. Não são deliberadas, mas surgiram desde as primeiras fases do Sínodo, dedicadas à escuta dos jovens. De suas ideias saiu o documento de trabalho, que serviu de referência para o sínodo. A assembléia sinodal ouviu diariamente as intervenções dos presentes e depois refletiu em círculos menores para propor conjuntamente as decisões e linhas de trabalho que foram aprovadas no último dia.


A principal tarefa do Sínodo foi a revitalização das JAR. Apesar das diferenças culturais, este encontro verificou que todas as comunidades de jovens agostinianos recoletos compartilham o mesmo desejo: seguir a Cristo e torná-lo conhecido, vivendo com uma só alma e um só coração voltados para Deus. O Sínodo reforçou esta convicção em torno da qual giram a vida e a missão do movimento juvenil agostiniano recoleto.


Na Eucaristia de encerramento, o Bispo agostiniano recoleto, Dom Carlos María Domínguez, dirigiu-se ao Prior Geral para agradecer a iniciativa e pediu-lhe que transmitisse a toda a Ordem “que estamos muito felizes por ter os jovens conosco”.


Os JAR sentiram a força do Espírito e, como Bartimeu, se levantaram, respondendo ao chamado de Cristo. O espírito sinodal tornou possível ouvir a voz de Deus e agir por Ele. Hoje, os JAR caminham mais fortes e unidos. O objetivo foi cumprido.


Veja aqui as fotos do SÍNODO JAR

0 visualização0 comentário

Comments


bottom of page