top of page

XXX Sala Agostiniana de Educação: um compromisso renovado com a cultura do bom tratamento

Nos dias 17 e 18 de fevereiro, ocorreu, no Colégio San Agustín de Madrid, a trigésima Sala Agostiniana de Educação, sob o lema "Cuidá-los com cuidado: por uma cultura do bom tratamento.



O evento, organizado pela Federação Agostiniana Espanhola (FAE), contou com a participação de 450 professores de escolas agostinianas da Espanha para discutir a prevenção do bullying escolar e a promoção de ambientes de cuidado e tratamento gentil.


A sessão de sábado, 17 de fevereiro, começou com a participação do psicólogo clínico Javier Urra, que ministrou uma palestra sobre "Educar para compartilhar a vida". Nele, ele lembrou aos presentes que o importante não é o "eu", mas o "você", que devemos estar cientes de que a vida também tem suas doses de dor e tristeza e que não devemos nos perguntar o que os outros fazem por nós, mas o que fazemos pelos outros.



Em seguida, a advogada e especialista em proteção de dados, redes sociais e menores, Laura Davara, ministrou sua palestra sobre "Redes sociais na educação: um desafio aleatório". De maneira muito gráfica, ela comparou a tecnologia a um carro, que é uma ferramenta que pode ser usada tanto para o bem quanto para o mal. Ela também enfatizou a necessidade de colaboração e comprometimento entre educadores e famílias para acompanhar o impacto do mundo digital na vida dos menores, o que beneficiará a todos. Ela também encorajou os professores a serem influenciadores das crianças na responsabilidade e proteção.



Por último, o ex-jogador de basquete Iñaki Zubizarreta compartilhou seu testemunho e experiência de bullying em uma palestra intitulada "Quebrando a lei do silêncio". Durante sua apresentação, ele enfatizou que, embora seja um problema dos menores, não é um problema menor. Ele também descreveu a situação de bullying como uma faca que perfura os corações das crianças, que é precisamente o que devemos ajudar a proteger porque é a coisa mais valiosa que têm.



A sessão de domingo, 18 de fevereiro, começou com a Eucaristia, presidida pelo Presidente da FAE, Pe. José María Sánchez Martín, e continuou com a intervenção da psicóloga Virginia Cagigal, que explicou como "Promover o bom tratamento: chaves de escuta para crianças e adolescentes". Durante sua apresentação, ela destacou que há uma nova valorização da gentileza e do cuidado de crianças e adolescentes para que possam alcançar um desenvolvimento pleno em áreas emocionais, sociais, cognitivas e espirituais. Ela também ajudou a identificar as dificuldades que podem surgir e ofereceu diferentes ferramentas para gerenciá-las em centros educacionais.



4 visualizações0 comentário

Comments


bottom of page